Pedro L Cipolla
A sorte persegue a coragem
Capa Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Insônia inócua



Acordei .Perdi o sono ..
Nem sei que horas são .Não faz diferença.
Depois que separei da minha mulher, durmo mal.Sinto falta dela.Minha cadela Baby dorme no chão,ao meu lado em sua almofada e quando fico me lamuriando que não tenho sorte com as mulheres , me ouve quieta,em silêncio com se entendesse o que eu falo.
Levanto-me e vou para a varanda de casa onde curto o silêncio da noite, com seus odores e suas nuances.
Assim que saio da cama Baby, vem atrás de mim para me fazer companhia.
Ás vezes acho que é para beliscar alguma comida e não pela minha presença.Exatamente como minhas ex mulheres .
Nada me vem à cabeça que possa me fazer feliz,ou pelo menos fazer sonhar, ou interessante para escrever.
Resolvo voltar para cama frustrado por não ter conseguido me inspirar para escrever algo ,mas com a vantagem de voltar para a cama e não encontrar aquela megera roncando.
Baby me dá uma lambida no rosto , como se tivesse dó de mim.
Pelo menos fiz essa reflexão : se você não consegue dormir,não saia da cama que é lugar quente.
Peço desculpas ao caro leitor por não escrever algo muito interessante que o distraísse nesta insônia e se o decepcionei.
Porém aprendemos que a insônia nem sempre é motivo de inspiração.ou uma boa idéia para uma grande crônica ou poema.E sem inspiração percebo que minha vontade foi em vão.e não tento entender o motivo das minhas insônias.
Dizia Freud : às vezes,um charuto é só um charuto
Boa noite
Pedro L Cipolla
Enviado por Pedro L Cipolla em 31/03/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários