Pedro L Cipolla
A sorte persegue a coragem
Capa Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Epifania
                                          
Até as palavras e as expressões têm moda no Brasil.A era dos computadores e o estilo americano introduziram palavras e construções verbais no nosso dia a dia.Já ouvi coisas do tipo:
Estou “inicializando” uma nova relação.”Vou estar fazendo um back up” da vida dela e dependendo do que eu souber do seu passado ou eu “escaneio”, “formato” tudo ou então vou “deletá-la” da minha vida.O pior é que no fundo estou “lincado” nela.
Esse é o nosso Brasil! Mas, mais do que isso, talvez por moda, hoje em dia se usa muito o advérbio: enfim.
“Conversava com fulano quando beltrano... enfim...”.
“Já lhe disse várias vezes que... enfim...”.Parece que nenhuma frase  tem o seu realce desejado se não vier acompanhada de um “enfim”.
Assim como o “never mind” americano o nosso “enfim” é muito usado como o “deixa prá lá”. No Brasil, na situação  pela qual atravessamos, é fácil de entender que o uso dessas palavras ficará cada vez mais em voga.
Sou do tempo em que o negócio era “levar vantagem, certo?”.Na verdade a ideia continua vigorando na cabeça do brasileiro, só quem em gestos e em atitudes, agora totalmente arraigadas ao “jeitinho brasileiro”.
Há, porém uma nova palavra surgindo cada vez mais nos jornais e revistas e tornando-se moda entre aqueles que leem mais do que livros de auto-ajuda e revistas de fofocas: epifania.”A epifania da sociedade brasileira é...”;”A chuva é a epifania do mau tempo...”
Não sei se valerá a pena ver o que significa epifania, pois assim como a moda ela também deixará de ser,enfim...




Pedro L Cipolla
Enviado por Pedro L Cipolla em 04/11/2019
Comentários